Contexto Organizacional: o que isto significa?

Devido às contínuas transformações que ocorrem na sociedade, as empresas “sofrem” pressões de todos os lados para que consigam se adaptar a este novo cenário que se apresenta a fim de continuarem competitivos no mercado. E para isto, é preciso organização!

Contexto Organizacional é um requisito da ISSO 9001:2015 criado para auxiliar uma empresa a definir e estruturar seu modelo de negócio com base em um sistema de gestão de qualidade. Corresponde a realidade da empresa e ao meio em que está inserida, por meio de um conjunto de fatores (tanto internos quanto externos) que afetam o seu funcionamento e seus processos.

Mas como definir isso? É necessário fazer uma análise da organização pensando nos aspectos do mercado, dos seus processos internos, desempenho de seus colaboradores, riscos e oportunidades que podem reduzir ou aumentar os resultados da sua empresa, bem como pensar na relação com a comunidade externa e aos stakeholders (partes interessadas). Uma boa forma de resumir é dividir em duas vertentes:

1. Identificar o que afeta a empresa, interna e externamente. Entender as condições legais, tecnologia, competitividade, mercado, culturais, sociais e ambiente econômico que a organização está inserida e questões internas como cultura, desempenho, valores, enfim, condições restritas a empresa.

2. Definir quem é que pode influenciar significativamente o que a gente faz e o que essas pessoas querem. Podemos compreender como os famosos stakeholders. São os públicos de interesse de uma organização. São as partes interessadas e envolvidas voluntária ou involuntariamente com a mesma, onde há um objetivo específico de relacionamento que gerem algum tipo de lucro, tangível ou intangível, por exemplo: clientes, acionistas, colaboradores, fornecedores, entre outros.

A definição do contexto da organização vai ajudar a empresa a alcançar mais resultados, pois todos os processos poderão ser ajustados objetivando cumprir o plano estratégico. Vai ajudar, por exemplo, a fazer com que os colaboradores não executem atividades desnecessárias. É importante não definir ou alterar processos sem analisar e considerar o contexto organizacional.

O RH compreendendo o contexto organizacional

Diferente do que muitos profissionais de Recursos Humanos pensam, é fundamental compreender o contexto no qual a empresa está inserida. Isso porque tais fatores, sejam eles internos ou externos, influenciam diretamente na atuação do RH. Por isso, as informações recolhidas desta análise são extremamente úteis para a identificação de melhorias estratégicas e operacionais, dando voz ao profissional de Recursos Humanos na implementação de ações e mudanças em prol dos objetivos organizacionais e dos indivíduos que a compõe. Hoje o papel do RH é compreender o macro para auxiliar a liderança na tomada de decisão, para que as estratégias saiam do papel e comecem a se transformar em resultados reais na organização.

Ferramentas ajudam o RH na análise do contexto organizacional

A norma não obriga a usar nenhuma ferramenta em específico para análise do contexto organizacional, o importante é que este instrumento ajude a conhecer bem a corporação e as possíveis ameaças e oportunidades que podem aparecer e que ela te ajude a montar depois o seu planejamento estratégico para seus treinamentos, por exemplo.Um bom exemplo de ferramenta para o Design de Aprendizagem de maneira rápida e eficaz, alinhada à velocidade do contexto organizacional, é encontrada na ferramenta Trahentem®, criada por Flora Alves, CLO da SG – Aprendizagem Corporativa. É uma ferramenta para o design de soluções de aprendizagem (e não apenas para treinamentos) que utiliza três modelos de Canvas que foram elaborados para facilitar o processo de diagnóstico, a seleção de conhecimentos e conteúdos e o design de soluções a partir de metodologias de aprendizagem focadas na maneira como as pessoas aprendem.

Leave a Reply


Agenda #EscolaVivaSG